Transformação

Custo a acreditar no nada
passo as madrugadas caçando em meus sonhos
as respostas que me farão despertar

custo acreditar que a vida é só isso
e que no limiar da minha alma existe um precipício
deito-me no umbral, sonho com o normal
revirando de dentro aquilo que sequer imagino 

quero a vida, não só minha
quero todas as minhas vidas
descobrir quem sou, quem fui 

dedilhar nas cordas do destino
a minha canção de vida, e de morte
morrendo por dentro 
vivendo por por fora

quero a vida, não morta
mas viva mesmo
aquela que me inebria
me absorve, me liberta

penetrando na bruma azul do nada
de braços abertos para tudo 
quero ser a pagina em branco 
e ser escrita de novo...

Postagens mais visitadas deste blog

Decisão

Bobagens da decepção